Raçao para reversao sexual de peixes

Referência: 45-635498Publicado: 11/04/2020Expira: 11/05/2020Visitas: 129
Oferta
Alevinos de tilápia, pacu, tambaqui, etc. O processo de reversão sexual baseia-se no fornecimento de hormônios masculinizantes às pós-larvas. Esse manejo faz com que as gônadas das fêmeas se desenvolvam em tecido testicular, produzindo indivíduos que crescem e funcionam reprodutivamente como machos. é um método prático e eficiente, originando de 95 a 99% de machos. No entanto os produtores que optarem por produzir alevinos de tilápias e outros para comercialização, deverão atentar-se para o fornecimento dos alevinos, bem como sua padronização. Padronização dos alevinos - possuírem comprimento de dois a três centímetros, - terem passado pela reversão sexual, ou seja, mais de 95% dos alevinos deverão ser machos, - terem recebido treinamento alimentar, ou seja, já deverão estar habituados a se alimentarem com ração farelada e balanceada. Benefícios da reversão sexual dos alevinos como os peixes machos apresentam maior taxa de crescimento (em torno de 30% a mais), a reversão sexual em mais de 95% dos alevinos de tilápia para o sexo masculino permite que os peixes atinjam o peso ideal em menor espaço de tempo. Assim, se as condições do ambiente e de manejo forem satisfatórias, em seis meses, aproximadamente, a tilápia se encontrará no ponto de comercialização. A tilápia é uma espécie de peixe que apresenta uma taxa de reprodução intensa, ou seja, reproduz muito em pouco tempo. Assim, se houver, em um mesmo tanque, um número considerável de machos e fêmeas, a capacidade de suporte dos tanques será ultrapassada em pouco tempo. ?outro benefício da reversão sexual é o de evitar que ocorra uma superpopulação dos tanques?, a maioria das espécies de peixes alcança a sua maturidade sexual muito cedo, geralmente entre o 4° ou 6° mês de vida. A fim de solucionar os problemas inerentes à maturidade sexual precoce, grande parte das criações no Brasil e no mundo faz uso de populações monosexo macho, por estes apresentarem maiores índices de crescimento e ganho de peso. Nosso produto é a solução para seu problema. Raçoes ja prontas para seus alevinos selecionar os alevinos que serão submetidos à reversão. Os alevinos não devem ter comprimento superior a 8 mm. Isto é conseguido, passando-se os animais em uma peneira de malha 2, 8 mm que permite a passagem somente dos alevinos com tamanho adequado. Isto é extremamente importante, porque a reversão sexual ocorre entre o 7º e o 18º dia de vida dos alevinos. O terceiro passo é o fornecimento da ração que contenha um hormônio masculinizante, a metiltestosterona. Utilizam-se 40 a 60 mg do hormônio metiltestosterona, por kg de ração, que deve ter textura muito fina (0, 6 mm) e 40 a 48% de proteína bruta. Os alevinos devem receber a ração por 30 a 40 dias. Nos primeiros 10 a 20 dias, eles devem ser colocados em tanques de alvenaria e, posteriormente, mais 20 a 30 dias, em tanques-rede (malha 1, 5 a 2, 0 mm) dentro de um tanque maior. A densidade pode situar-se entre 1.500 e 3.000 pós-larvas / m². A reversão requer 250 a 400 g de ração tratada por lote de 1.000 alevinos. Os alevinos de tilápia devem ser alimentados de seis a nove vezes ao dia, a uma taxa de alimentação de 15% do peso vivo dos alevinos, até atingirem 15 mm, com redução gradual para 10% da biomassa até o final do tratamento. Um índice aceitável de sobrevivência é de 70 a 80%. Após essa etapa, os alevinos com tamanho inferior a 14 mm devem ser eliminados, pois, aproximadamente 25% destes não sofreram reversão, são fêmeas. Em cultivo normal, a taxa de indivíduos menores de 14 mm, após 30 a 40 dias é, no máximo, de 5% seguindo essas recomendações, será possível conseguir uma taxa de 95 a 99% de eficiência na reversão. Considerando uma taxa de 70% de sobrevivência durante o processo, precisamos obter 1.430.000 larvas por mês. Como 3.000 fêmeas com 1.000 machos são capazes de produzir 30.000 larvas por dia em tanques de 2.000 m, em 30 dias, a produção será de 900.000 larvas. Como os tanques devem ser periodicamente esvaziados, considera-se uma produção de 40% inferior, ou seja, 540.000 larvas por mês. Nesse caso, precisaríamos de três tanques de 2.000 m com 9.000 fêmeas e 3.000 machos. Como são gastos 250 a 400 g de ração por lote de 1.000 alevinos, precisaríamos de 250 a 400 kg de ração. Supondo que o hormônio fosse adicionado à razão de 60 mg por kg de ração, necessitaríamos de 15 a 24 g para produzir um milhão de alevinos revertidos. O preço e por 1 kl de raçao preparada.
Preço
95,oo por kg
Contato
Empresa Humberto Cesar
Nome Humberto Cesar
Endereço Rua Caiapós, 227
Cidade Santo André
Estado São Paulo
País Brasil
Anunciante
Nome Humberto Cesar

Anúncios similares